fbpx

LGPD: A importância de um profissional certificado

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) sem dúvidas ocupou os holofotes desde o início da vigência da ampla maioria de suas disposições, em setembro do ano passado (2020).

As mais de 50 obrigações, sejam elas diretas ou indiretas, trazidas para as empresas que realizam atividades de tratamento de dados pessoais (ou seja, todas), têm sido uma preocupação constante para as organizações brasileiras.

Nos vídeos passados da nossa série “3 minutos de privacidade” vocês acompanharam as diversas vulnerabilidades que surgiram para os negócios.  Falamos sobre:

  • Risco e custos de terem que responder a processo judicial ou administrativos;
  • Risco de serem fiscalizados e sancionados com multas milionárias pelas autoridades competentes; 
  • Risco de perda de negócios, já que as empresas em processo de adequação estão exigindo que aquelas organizações que lhe forneçam sérvio ou produto também se adeque

No meio de tantas obrigações, riscos e dúvidas, só existe uma certeza: as empresas terão que se adequar às obrigações trazidas pela LGPD. Resta saber se o farão antes ou depois de serem multadas, perderem negócios ou receberem suas primeiras ações judiciais de titulares de dados pessoais.

Com a demanda crescente de empresas por consultores para lhes auxiliarem nesse árduo processo de adequação, muitos profissionais dos mais diversos backgrounds (jurídico, tecnologia, compliance etc.) se apresentam como “capazes” de apoiar as organizações na implementação de um programa de privacidade efetivo.

Mas é preciso atenção! Qual desses profissionais a empresa deve escolher? Nenhum! A escolha não deve ser feita considerando sua área de atuação, mas sim considerando profissionais que tiveram sua excelência certificada em Privacidade de Dados.

As organizações se sentem inseguras na hora de escolher um ou outro profissional. É de se entender, diante do aumento da oferta de serviços de consultoria em Privacidade de Dados para o apoio da adequação das empresas às obrigações trazidas pela LGPD, além das muitas reuniões, apresentações e propostas com pouca coerência entre si.

As certificações de Privacidade para LGPD têm um papel muito relevante nesse processo de tomada de decisão da empresa, já que elas são capazes de “separar o joio do trigo”. É da certificação que vem o atestado que determinado profissional possui a experiência e conhecimentos necessários para prestar os serviços que oferta. Pontos extras se a certificação apresentada for de referência global no tema, como é a “Certified Information Privacy Manager – CIPM” da International Association of Privacy Professionals (IAPP).

No próximo episódio de nossa série falaremos sobre quais são as características, qualificações e atribuições do profissional que exercerá o papel de Data Protection Officer (DPO), ou Encarregado de Dados, como a LGPD nomeia.

Assista o vídeo desta semana abaixo! Para acompanhar a série e baixar recursos gratuitos da LGPD (como Oficina de LGPD na prática e Mapa Gratuito de Sistemas), basta acessar:

SAIBA MAIS

Inscreva-se no canal do YouTube e fique atento às nossas redes para não perder!

Série: 3 Minutos de Privacidade
SPIRITSEC
No Comments

Deixe uma resposta